Rádio Boa Nova

Get the Flash Player to see this player.
Copie e Cole o nosso Player no seu Site ou no seu Blog Copie e Cole o nosso player no seu Orkut

This is default featured post 1 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured post 2 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured post 3 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured post 4 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured post 5 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

ATENÇÃO AMIGO INTERNALTA O NOSSO SITE ESTÁ EM MANUTENÇÃO E MUITO EM BREVE ESTAREMOS NORMALIZANDO.

domingo, 28 de novembro de 2010

Conheça a comunidade católica Remidos no Senhor.

                                                 História, Carisma, espiritualidade e missão 
 
          A Comunidade Remida no Senhor é, antes de tudo, um dom de Deus para a Igreja e para a humanidade. É uma nova fundação de vida evangélica que propõe aos seus membros um caminho de seguimento radical a Jesus Cristo. Canonicamente, é reconhecida como associação privada de fiéis de direito diocesano. É constituída por leigos: casados, celibatários, solteiros, homens e mulheres, jovens e adultos, que mergulhados mais profundamente na força do seu batismo, vivem uma consagração da vida.
         
          A comunidade assume duas formas de vida: 
§     Comunidade de Aliança – seus membros vivem a consagração sem romper com a vida secular (trabalho, estudo, família). 
§     Comunidade de Vida – é caracterizada pela vida em comum e seus membros se dedicam em tempo integral e exclusivo às atividades do instituto. 
          A fundação da Comunidade Remidos no Senhor foi formalmente concretizada em 19 de Janeiro de 1991, na cidade de Pombal – Paraíba - Brasil. Atualmente, a sua sede está na cidade de Campina Grande – PB.
          O surgimento da Comunidade foi fundamentalmente marcado por uma graça de experiência com o Amor Redentor. Na época, Deus chamou como instrumento para essa fundação uma jovem estudante (Alessandra Freitas Dantas de Sousa) que já vivia inserida na Igreja através do movimento da Renovação Carismática Católica. A experiência pessoal de Alessandra consistiu numa compreensão aprofundada do grande amor de Deus através do texto bíblico de Jo 3, 16: “De tal modo amou o mundo que deu o seu único Filho para que todo aquele que nele crer, não pereça, mas tenha a vida eterna”.
          Que amor é esse? No ato da criação, Deus entregou tudo ao homem e, após o pecado (o “não” do homem a Deus), este lhe doou o seu único Filho para salvação de toda humanidade. Que amor fascinante! A conseqüência imediata do entendimento dessa grandeza foi um profundo sentimento de gratidão a Deus.
          Na mesma experiência, Alessandra compreendeu que o Amor que veio para salvar não foi acolhido, aceito, amado e correspondido. O homem que precisava ser salvo pelo Amor, tratou-o com desprezo, ingratidão, indiferença. Brotou então o “desejo” que mais tarde viria a ser compreendido como uma proposta de vida: amar o Senhor com toda força e consolá-lo pela indiferença e ingratidão dos homens. Além disso, com um modo novo de vida, manifestar a este mundo que não há outra fonte de realização para a humanidade se não o Amor. Desta forma, resumimos o carisma da Comunidade Remidos no Senhor do seguinte modo: AMAR, CONSOLAR E MANIFESTAR AO MUNDO O PRAZER QUE É DEUS.
          A missão da Comunidade é anunciar Jesus como salvador e levar as pessoas a crescerem no conhecimento de Deus e na posse da salvação pessoal, para que, a partir de então, vivam a vida nova revelada no evangelho e outorgada na cruz. A Comunidade Remidos no Senhor é chamada, portanto, a construir a vida nova pela força operante do Espírito. Para tanto, se serve de instrumentos como: meios de comunicação de massa, atendimentos pessoais, visitas domiciliares e a diversos tipos de repartições, retiros, congressos, grupos de oração, cursos formativos, teatro, dança, música, trabalhos específicos com juventude, crianças e famílias, etc. Os trabalhos são bastante variados, e se constituem em meios para a concretização do verdadeiro fim que é testemunhar Jesus Cristo como salvador e Senhor da humanidade.
          O carisma da Comunidade Remidos no Senhor foi suscitado por Deus num tempo em que a sociedade vive uma profunda indiferença, auto-suficiência e desprezo em relação a Deus. Um mundo de valores descartáveis, promiscuo, violento e idólatra, onde impera o prazer, o poder e o possuir, que são cultuados como verdadeiros deuses. Um tempo difícil, rutilado por grandes descobertas, fantásticas invenções e tenebrosas desigualdades. Esse mundo é o campo de atuação da missão desse carisma. É em meio a essa realidade que a Comunidade, com a sua forma de vida própria e o seu trabalho, manifesta a esse mundo os verdadeiros valores do evangelho, o real prazer e o autêntico sentido da vida humana, pois só em Deus o ser humano pode saciar sua necessidade de felicidade.
           A espiritualidade da Comunidade está centrada no mistério e na beleza da cruz de Cristo e do seu sacrifício de amor. Partindo desse marco, os seus membros vivem diariamente alimentados pela contemplação a esse extremoso ato de amor. Daí são impulsionados a trilhar continuamente o caminho da doação, da gratuidade, da renúncia e do amor ao próximo. Tendo Santa Terezinha do Menino Jesus como seu baluarte, aprende com ela a percorrer um caminho mais rápido e curto de santificação: o da confiança e do abandono nas mãos do Amor misericordioso. Seguindo junto com ela o caminho da pequena via, procura viver cotidianamente de forma zelosa, ardente e extraordinária o que há de mais simples e ordinário em cada dia.
            Assim sendo, a Comunidade Remida no Senhor vive e faz tudo para amar o Senhor. E se dispõe a estar em qualquer lugar que o Cristo e a sua Igreja lhe solicitar.

Alessandra Freitas Dantas de Sousa
Fundadora e Moderadora Geral

Cantora Kennia: Música Primavera nos 15 anos da gravadora Codimuc

video

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Religião salva?

Na maioria das vezes, quando alguém pergunta se religião salva, está querendo saber se é necessário pertencer a uma agremiação religiosa para alcançar a salvação. Essas pessoas têm, portanto, a noção de salvação associada à expectativa de que, após a morte, ressuscitarão e receberão a recompensa pelo modo como conduziram suas vidas. Mas, para alcançar a vida eterna não seria suficiente fazer o bem? Praticar uma religião muda alguma coisa? Afinal, existem tantas pessoas religiosas que se comportam com hipocrisia e maldade!
A prática do bem é muito importante. A despeito das variações culturais, a humanidade tende para a constituição de uma espécie de código de ética universal, que estabelece alguns valores como válidos para todos os homens em todos os tempos. Assim, o amor ao próximo, a paz, a honestidade e a verdade, entre outras coisas, devem ser perseguidas por todo ser humano em qualquer povo.
Em geral, quando uma pessoa busca sinceramente a verdade e o bem, ela caminha em direção a Deus, que é o Sumo Bem. Mesmo que não intente diretamente seguir os preceitos de uma religião, sua procura sincera faz com que ela esbarre em Deus e a Ele se 
religue. Ao receber o anúncio do Evangelho, a pessoa tende a perceber que, na verdade, procura uma religião, ou seja, ela quer religar-se a Deus. Seu esforço altruísta é apenas uma manifestação desse desejo. Nesse momento, escusar-se de praticar religião por orgulho ou comodismo significa desviar-se de Deus e, portanto, desviar-se do bem.1 Então, mesmo que pratique obras boas, não poderá se salvar, porque se nega a acolher o Salvador. Nesse sentido, religião salva!
Mas não adianta ser religioso e não praticar o bem. Isso se constitui num grande escândalo, que faz com que muitas pessoas temam aproximar-se da prática religiosa. Aceitar e propagar os preceitos de uma determinada religião, cumprir com todos os seus ritos individuais e coletivos, externar sua adesão e, ao mesmo tempo, comportar-se com maldade e falta de amor, de nada adianta: “Mesmo que eu tivesse o dom da profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência; mesmo que tivesse toda a fé, a ponto de transportar montanhas, se não tiver amor não sou nada” (1 Cor 13, 2). Nesse sentido, 
religião não salva!
Evidentemente, nem todas as religiões são verdadeiras. Elas são diferentes e, às vezes, divergem frontalmente numa mesma matéria. Como poderiam ser todas verdadeiras se pregam coisas opostas? Normalmente, quem defende que as religiões são todas iguais é porque não quer praticar nenhuma, pois não quer compromisso com ninguém. Isso reflete a condição de alguém fechado em si mesmo, que assume uma postura egoísta diante de certos desafios da vida.
Todas as religiões contêm “sementes” da verdade e pessoas de qualquer religião que buscam sinceramente a Deus podem se salvar. Além disso, as religiões podem e devem se respeitar, reforçando seus pontos comuns em vez de realçar suas diferenças. Mas é preciso proceder a um discernimento e acolher a verdade.
Jesus Cristo é a verdade. Ele quis salvar o mundo através da Igreja. Ela é a via normal da salvação, embora não a única: “Deus pode por caminhos dele conhecidos levar à fé todos os homens que sem culpa própria ignoram o Evangelho”.2 Se o homem reconhece, realmente, a necessidade de ser salvo, reconhecerá também, quando o Evangelho lhe for mostrado, a necessidade de ser cristão. Se jamais se deparar com a mensagem salvífica de Cristo, encontrará em sua própria consciência, de algum modo, o caminho para o infinito. Mesmo que não pratique religião!
1 A não ser que algumas razões objetivas graves minimizem ou até eliminem sua imputação.
2 Cf. CATECISMO da Igreja Católica, n. 848.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Rádio Web boa Nova e sua Estratégia de Evangelização

Olá amigos Nós somos  da cidade de Quixelo e estamos com o Objetivo de evangelizar o Brasil e o mundo com essa rádio que vai abençoar a sua vida levando pra você muita musica cristã e também a ministração da palavra de Deus.
Espero em poder contar com você como o nosso ouvinte fiel, daqui a poucos dias estaremos com essa rádio no ar para Abençoar você,queremos mostrar ao mundo o prazer que é Deus!uma abraço contamos com sua participação.

RÁDIO TAMBÉM EVANGELIZA: ESTUDO SOBRE EVANGELIZAÇÃO

Após a descida do Espírito Santo no dia de Pentecostes, a multidão ficou atônita e fazendo questionamentos, como: --- "Pois quê! não são galileus todos esses homens que estão falando?" (V 7). "Como pois os ouvimos, cada um, na nossa própria língua em que somos nascidos?" (V 8) E diz o testo que todos se maravilhavam e estavam suspensos, dizendo uns para os outros: --- " Que quer isto dizer?
No auge destes questionamentos que ficaram no ar,  o apóstolo Pedro assume a palavra diante da multidão, e faz um discurso que abalou a religiosidade dos povos que habitavam em Jerusalém, de todas as nações, que esboçado apresenta a seguinte ordem:

1. Os discípulos não estão embriagados (v. 14-15)..
2. A profecia de Joel. (v. 16-21).
3. Jesus é o varão aprovado de Deus (v. 22).
4. Vós o crucificastes (v. 23).
5. Deus o ressuscitou (v. 24).
6. A profecia de Davi (v. 25-32.
7. O Espírito Santo é derramado (v. 33).
8. Deus o fez Senhor e Cristo (v.36).

Pedro explica ao povo que os discípulos não estavam embriagados à terceira hora do dia, o que corresponde em nossa forma de contar o tempo às 09,00 horas da manhã. Pedro Defende os discípulos e faz referência ao que foi dito pelo profeta Joel (v. 16). Mostra para o povo que Jesus é o aprovado por Deus com sinais e prodígios. Que este Jesus foi tomado pelo povo e crucificado, tendo Deus o ressuscitado dos mortos, porque a morte não podia detê-lo. Menciona as profecias messiânicas de Davi. Deus ressuscitou a Jesus e que os discípulos eram testemunhas e que se acha à destra de Deus, tendo recebido do Pai a promessa do derramamento do Espírito Santo, que agora era visto e ouvido. E concluiu dizendo: ---" Saiba pois com certeza toda a casa de Israel que a esse Jesus, a quem vós crucificastes, Deus o fez Senhor e Cristo.
Ao terminar esta exposição de fatos, os ouvintes se dirigiram para os apóstolos e perguntaram: --- "Que faremos varões irmãos?" E a resposta de Pedro foi categórica: ---"Arrependei-vos e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo". Esclarecendo que eles e seus filhos eram filhos da promessa, e a todos que estão longe; a tantos quando Deus chamar. Testificava e exortava, dizendo: ---"...salvai-vos desta geração perversa".
Naquele dia se converteram cerca de 3.000 almas, que perseveraram na doutrina dos apóstolos, na comunhão, e no partir do pão.
Podemos afirmar que o exemplo bíblico de evangelização abordado é muito singular. Poderíamos até afirmar que foi algo específico, diante da evidência dos fatos. O derramamento do Espírito foi algo notório para todos os que se achavam em Jerusalém. Foi visível. Foi audível. A promessa de Jesus havia se cumprido naquele dia de pentecostes.
Pedro cheio do Espírito Santo fez as colocações corretas, traçando a correlação dos fatos que se verificaram naqueles dias não muito distantes, em que muitos daquelas mesmas pessoas haviam participado do julgamento e crucificação de Jesus, e o que foi dito pelos profetas Joel e Davi. Sua mensagem foi extraordinária, levou as pessoas a profunda reflexão. Aconteceu então o grande milagre. Os corações ansiosos e agitados dos moradores de Jerusalém, têm sede de justiça, e estão desejoso de salvação. Eles buscaram os apóstolos que os orientaram para o arrependimento e batismo em nome de Jesus para o perdão dos pecados. Foi algo muito especial, uma benção como dizemos em nossos dias.
O exemplo que temos é de um grande culto ao ar livre para um povo que estava, curioso, estupefato e sedento do evangelho.
Fonte: Augusto Bello de Souza Filho BACHAREL

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More